quarta-feira, 24 de outubro de 2012

A PERVERSIDADE NEOLIBERAL


Os neoliberais Passos Coelho e Vítor Gaspar, além de serem loucos e estúpidos, são altamente perversos, são muito desonestos, intelectualmente e pessoalmente, porque estão a aproveitar a crise da Zona Euro para desvalorizarem ao máximo os salários, sendo o alto desemprego um factor que facilita muito a desvalorização dos salários. Estes dois indivíduos loucos estúpidos desonestos e perversos sentem-se bem a sacrificar os trabalhadores para beneficiarem o Capital internacional e nacional.

«A leitura do Relatório do Orçamento de Estado de 2013 (ROE) é bastante esclarecedora: «A contracção da procura interna e a dinâmica do processo de ajustamento está associada a uma transferência de recursos para sectores produtores de bens transaccionáveis. (ROE – p. 14)»

As passagens que destacamos a negro dão-nos uma pista bastante clara do que o governo tem tentado dizer-nos nas conferências de imprensa posteriores as avaliações da Troika. Lembremos que nessas conferências a Troika tem apontado Portugal como um bom aluno. Tentemos então compreender como é que no meio de tantas desgraças para o conjunto dos trabalhadores, pensionistas e desempregados, o Governo e a Troika conseguem ver um comportamento exemplar.

Para já, o milagre da produtividade é explicada pelo próprio ROE, p. 17: «Esta evolução é explicada, essencialmente, pela redução do PIB menos acentuada que o emprego». Traduzindo: a variável produtividade (P) é dada pela relação entre o PIB e o número de trabalhadores (L), ou seja, P=PIB/L, traduz o montante de mercadoria produzida pela força de trabalho activa. Assim, a produtividade é proporcional à produção expressa pelo PIB e inversamente proporcional ao número de trabalhadores envolvido nessa produção.» (In Blog «5 Dias net»)

Sem comentários:

Enviar um comentário