quarta-feira, 24 de outubro de 2012

PROPOSTAS ALTERNATIVAS AO PROGRAMA PSD-CDS DE DESTRUIÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DA A MAIORIA DOS PORTUGUESES



«Seis medidas fundamentais para salvar a economia 

1. Anular o aumento do IRS imposto pelo PSD e CDS , mudando o sistema fiscal com base na progressividade e alterando para isso o IRC e IMI , introduzindo um Imposto sobre Grandes Fortunas, reintroduzindo um imposto sobre heranças; 

2. Renegociar e cortar a dívida para um nível sustentável para criar investimento, de modo a limitar o pagamento da dívida a metade nos próximos dois anos; 

3. Promover políticas sociais de base local com o IMI que inclua a banca, a Igreja e o Estado, e com as receitas do imposto sobre fortunas; 

4. Terminar o escândalo das PPP e proteger os contribuintes das rendas financeiras; 

5. Aumentar os recursos da segurança social para garantir o seu futuro; 

6. Proteger as pessoas dos despejos e do sobreendividamento. 

Com o conjunto destas medidas seria possível financiar o esforço de investimento e de criação de emprego, corrigindo ao mesmo tempo o défice para evitar o ciclo de dependência, chantagem e destruição da economia portuguesa. 

Estas medidas supõem uma modificação urgente do sistema fiscal e da vida social em Portugal: representam a proteção dos contribuintes e trabalhadores e uma forte imposição de obrigações fiscais ao capital. Essa regra de democracia fiscal nunca foi imposta em Portugal.»(In «Esquerda net»)

1 comentário:

  1. Blog POLITEIA: «E a primeira alternativa que temos de pôr em prática é a erradicação da OBSCENA VERBA de mais de 9 mil milhões de euros - que está inscrita no Orçamento de Estado - para pagar o serviço da dívida... tem de ser substituída por uma verba incomparavelmente menor.»



    «reintroduzindo um imposto sobre heranças»

    Não concordo.
    Frequentemente, as pessoas fazem grandes sacrifícios para deixar algo aos filhos... seria de muito mau gosto aplicar um imposto sobre esses sacrifícios.

    ResponderEliminar